Aaron Rodgers fala sobre a escolha dos Packers no Draft 2020, seu futuro em Green Bay e mais
Perguntado abertamente sobre o Draft 2020 e a escolha do quarterback Jordan Love na primeira rodada, Rodgers comentou o que achou de maneira franca e comparou com a sua própria escolha no Draft de 2004
29/07/2020 18h38 - por Marcelisco
Quando o Green Bay Packers subiu na primeira rodada para escolher o quarterback Jordan Love, da universidade de Utah State, no Draft em abril, todo mundo primeiro ficou em choque e, em seguida, tentou olhar para a cara de Aaron Rodgers para saber qual foi a reação do veterano arremessador do time. Isso porque os Packers, na temporada passada, alcançaram a final de conferência na NFC e, como muito reportado e analisado por especialistas, estavam a um wide receiver competente de ter um time ainda mais completo e brigar pelo Super Bowl nessa próxima temporada.

A escolha de Love representa um passo para o futuro, seja ele quando for, ao invés de um reforço imediato e necessário para o escasso grupo de recebedores que contou com nomes como Marquez Valdes-Scantling, Allen Lazard e Geronimo Allison para complementar o excelente Davante Adams. Isso não passou despercebido por ninguém, muito menos por Rodgers.

Muito franco e sem melindres, Rodgers conta como encarou a escolha que, mesmo contando com uma dose de 4 dedos de tequila, foi bastante tranquila, característica de um jogador confiante no seu talento e de um veterano que entende que a liga é um negócio onde os times precisam se preparar para o presente e para o futuro com a mesma preocupação.
 




Obrigado por comentar!
Erro!